Por um segundo  

Posted by Jean Leal


Eu quero entender por um segundo
O teu mundo, o teu porquê
Pra fazer de mim
O alvo do teu querer

Eu quero entender por um segundo
O que fazer pra te conquistar
Quais são a formas pra te prender
Tens que entender
Que se eu sofro
É porque amo você

Em teus constantes devaneios
Te amo, te odeio
Mas nunca perco o encanto
Em versos o meu amor canto
Se eu te disse tudo aquilo hoje
é porque meu coração estava em prantos

Eu quero entender por um segundo
Se a algo no meu mundo
Que conquiste o teu

Eu quero entender por um segundo
Se a algo nesse poeta vagabundo
Que te faça  minha
Que me faça  teu

This entry was posted on 11 de set de 2009 at 13:06 . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

15 Bondosas pessoas que comentaram

puts, tá realmente apaixonado hein cara? muita inspiração
bonita poesia, como sempre

11 de setembro de 2009 13:16

o mais apaixonante... muitooo firme esse poema!!!

11 de setembro de 2009 20:24

Jean,

parabéns pelo blog. E, sobre o post, que tudo dê certo entre vocês e, independente do resultado, surjam mais poemas e canções.

Um abraço.

11 de setembro de 2009 21:23

Lindo *-*

adoro esses poemas.

11 de setembro de 2009 21:30

muita inspiração
bonita poesia,

12 de setembro de 2009 13:58

own, que fofo *-*
adoro poemas. parabens \o

te seguindo ;*

13 de setembro de 2009 12:12

Obrigadaa!
Vc que escreve esses poemas?
Muito lindoo!

beejoo!

13 de setembro de 2009 12:15

Legal!
To te seguindo, agora.
beejoo!

13 de setembro de 2009 12:22

Amor é um delicioso fluído.Sugue e verta,sempre.

xoxos

Tsu.

13 de setembro de 2009 12:24

LindO...
Parabéns! ;D

( retri. o comen. =P )
http://contosdaayres.blogspot.com/

13 de setembro de 2009 13:02

Entender o amor e os sentimentos derivados é tarefa árdua

14 de setembro de 2009 17:25

Muito bom lindas palavras

15 de setembro de 2009 09:30
AngélicaL ira  

Meu poetinha vagabundo!!! Sempre serás o meu poeta!!!

15 de setembro de 2009 13:20

Pow, quanta "afinação", heim.

Gostei de como você trabalha com esse sentimento.

Abraços.

17 de setembro de 2009 18:51

Te amo, te odeio
Mas nunca perco o encanto

Ahhhh o amor. Como diria Cazuza: as vezes te odeio por quase um segundo, depois te amo mais!

Adorei você poeta.

21 de setembro de 2009 23:03

Postar um comentário