A morte de Deus  

Posted by Jean Leal

Cada dia que passa
há menos gritos na praça
Aquilo que antes nos chamava atenção
agora é um ato em vão
As imagens vão se denegrindo
sob o olhar do tempo
a fé vai se esvaindo
se perdendo por não
se cumprir as promessas
por viver na rotina;
São gritos que nascem no mundo inteiro
Ora querendo paz, ora dinheiro;
Já não dá mais
pois o Santo guerreiro nada faz
o homem pariu sentimentos
o mundo vive de momentos
todos lutam por aquilo que não é seu,
do alto não esperam nada
O Deus do céu que eles adoravam
enfim, morreu.




Jean Leal

This entry was posted on 27 de jun de 2010 at 04:40 . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

5 Bondosas pessoas que comentaram

Não acho mesmo que Deus tenha morrido,porque vejo tanta gente agradecendo á ele pelos milagres concedidos...
Mas eu gostei da poesia...É que sou um pouco fraco de interpretação...
Bom post e parabéns pelo seu blog...

27 de junho de 2010 05:19

Muito lindo a sua poesia. Você tem talento. Eu sei que isso e meuio um cliche mas realmente tu sabe rimar. Se não conseguir ser poeta pode escrever Jingles.

aushashuusahaush

4 de julho de 2010 23:44

Voce tem muito talento, poesias lindas. voce escreve muiiiiito bem!
parabens!

5 de julho de 2010 00:42

nao acho q deus morreu, e sim a bondade humana(nao morreu mas diminiui)

5 de julho de 2010 17:18

Sim, Deus morreu mesmo, mas ressuscitou para provar a todos que andam fazendo desse mundo um celeiro de maldade que existe solução e que não fomos criados robôs para errarmos e um deus tirano vir e ditar as regras, Deus é amor e nos fez livres!
Você tem talento!
Sucesso!

24 de novembro de 2010 18:35

Postar um comentário