Minha cena  

Posted by Jean Leal

Eu sinto frio
em pleno meio dia de horror
Meu corpo cala o frio
Minha cena me cansou

Vou quebrar o grito
Vou matar um verso de amor
Vou escrever num vidro
tudo aquilo que o sonho acabou

Cada ilusão que guardei
vou misturar com tinta e pó
vou misturar meu corpo num só
e pichar um muro que já caiu

Quero provar a morte
pois o luto cria um sonhador
Vou viver qualquer sorte
e não fugir do que sou

Jean Leal

This entry was posted on 28 de jan de 2011 at 22:53 . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

14 Bondosas pessoas que comentaram

Você pode ser um bom letrista para música. Já pensou a respeito?
Abraço

1 de fevereiro de 2011 18:00

Concordo com o Willian!
Você tem muito potencial, e dentro deste, está sua criatividade! ^^
Parabéns!

Deixo aqui o convite para vc visitar meu blog!
http://delirioseparanoias.blogspot.com

1 de fevereiro de 2011 18:10

Ha faz bastante tempo que não passo por aqui mas sempre reflito ou coloco em funcionamento todos os meus lados interpretativos ...(amei) =D


Haa =D eu te indiquei um selo de este blog me faz sorrir .
Dá uma passadinha por lá pra conferir-http://paradaobrigatoriacmc.blogspot.com/2011/02/selo-esse-blog-me-faz-sorrir-d.html

3 de fevereiro de 2011 19:08

Parece que escreveu para minha pessoa! Lindo demaaais! Amei ♥

4 de fevereiro de 2011 12:03

"Vou viver qualquer sorte
e não fugir do que sou"

Lindo brother...
Parabéns...
Sucesso.

4 de fevereiro de 2011 16:43

Todas os textos é você mesmo quem escreve, ou tira de algum lugar e faz modificações? Se for você mesmo, muito bom, parabéns...
Parabéns pelo blog também.

Me visita se quiser. www.clubedasfinancas.com

4 de fevereiro de 2011 17:09

tu tem potencial cara
mando muito bem com as rimas
e uma coisa
tinha um conteudo bacana e profundo nos seus versos
parabens

6 de fevereiro de 2011 00:00

Você é cara de pau de escrever "quase poeta" no perfil! És poeta e de mão cheia!!!
Sensacional a poesia, o contexto, a formulação. Cada verso de uma simplicidade e ao mesmo tempo profundidade absurdas!
Escrever é pouco: você verte palavras. Aproveita isso, menino!

6 de fevereiro de 2011 00:18

posso falar a verdade, cara voce escreve super bem continue com seu blog muito bom, ah será que um desses poemas daria uma otima musica eu acho q sim hauushauh
Abraços

6 de fevereiro de 2011 23:32

ai que lindoo Parabeeens

http://thaa03.blogspot.com/

6 de fevereiro de 2011 23:35
Anônimo  

Fico feliz quando alguem sabe o que fazer com as palavras, e você tem essa dádiva,sorte que tem quem pode ler seus textos, sempre tão incríveis. Parabéns Jean!

7 de fevereiro de 2011 10:09
Anônimo  

Fico feliz quando alguem sabe o que fazer com as palavras, e você tem essa dádiva,sorte que tem quem pode ler seus textos, sempre tão incríveis. Parabéns Jean!

Suellen Bauen

7 de fevereiro de 2011 10:10

Selinhos poeta ^^
http://paradaobrigatoriacmc.blogspot.com/2011/02/selinhos.html

8 de fevereiro de 2011 09:19

Invista nisso.
É um futuro incerto, pois o público é pequeno, mas invista. Certamente seu público será fiel.

Eu com certeza estarei entre eles!

23 de fevereiro de 2011 22:50

Postar um comentário