Desfigurado  

Posted by Jean Leal

Mesmo que eu sinta as palavras
daquele delírio...
daquele absinto...
daquela memória esquecida
perdida no fluxo arrastado de estrelas exatas
meu corpo é um ponto encorpado na esquina
em meio a notícias de vida sem corpo
mulas sem cabeça
sem vistas
que a beça se enforcam em revistas

Inda que eu siga o rumo
dos cafés do centro
lá onde os meninos
são o centro de tudo
são todos, no entanto
um tanto confusos
sozinhos, um bando
estão tontos, sozinhos
não posso seguir o destino do centro
do tempo que curva o caminho
do eu peregrino, em si um desatino

Eis que decido num espanto
dar a meia volta
riscar a avenida, traçar a medida
do canto, do fausto
cravar no asfalto a revolta, a guerrilha
e ao chegar em casa vou produzir versos
em largas escalas
romper com as escolas
viver nas imagens já desfiguradas
da minha figura



Música "Desfigurado" de autoria de Felipe Cordeiro.Considero uma das melhores do cd "Banquete", o primeiro de sua autoria.

This entry was posted on 8 de jun de 2010 at 23:54 . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

1 Bondosas pessoas que comentaram

Jean, gostei do lirismo, do canto de amor em teus versos, precisamos desse canto dia a dia... "navego em teus beijos, para mim, é uma imagem muita poética e parabéns pelo teu espaço.

Quando der, apareça lá em Vidráguas, um abraço carinhoso e poético.

Carmen Silvia Presotto
www.vidraguas.com.br

8 de agosto de 2010 15:01

Postar um comentário